Mentalidade Magra

Mentalidade Magra – Comportamento Emagrecedor

Mentalidade magra
Mentalidade magra

Somente mudar tua alimentação não é o suficiente para conquistar o emagrecimento, é preciso mudar também a mentalidade. Fazer com que você adquira uma “Mentalidade Magra”, é o caminho para que possas atingir o emagrecimento, de dentro para fora, sem dietas restritivas e sem sofrimento, somente transformando o comportamento em ferramenta para tal.

Isto significa, deixar de comer por emoção, sentimentos reprimidos, por faltas, perdas e compensações e passem a comer pela razão, somente desta maneira conseguem eliminar a compulsão e a ansiedade que faz engordar”

 

Mudando Para Uma Mentalidade Magra

Desenvolver uma atitude saudável com relação a alimentação

Principalmente a pessoa compulsiva por dietas e/ou exercícios, sentem-se culpada quando pensa em comida. Para algumas delas, a culpa leva a uma imagem pessoal inferior, e isso pode resultar em uma atitude mais compulsiva em relação à dieta e/ou exercícios.

Torna-se importante ter em mente as escolhas alimentares feitas, mas lembre-se que as pessoas naturalmente magras não ficam fixadas ou obcecadas com isso; sendo assim, você deve evitar esse comportamento.

No entanto, isso não significa que você possa comer o que quiser na hora que quiser. De outra forma, você precisa reconhecer que todo mundo tem recaídas às vezes.
Um deslize não significa que você tenha que desistir de comer de forma saudável pelo resto do dia ou se exercitar por três horas em seguida para compensar; basta aceitar esse ocorrido e seguir em frente.

Mentalidade magra

 

Está Triste? Então Encontre Curas Reais Para Isto

Usar a comida como distração ao sentir-se triste ou solitária, pode ser uma distração bem tranquilizadora, mas no final das coisas, é apenas isso: distração dos problemas reais. Esses problemas ainda vão existir no dia seguinte e no próximo, e nenhum conforto gerado por comida jamais vai resolvê-los de verdade.

As pessoas naturalmente magras não associam comida com felicidade. Então, quando se sentem tristes ou sozinhas, elas tendem a buscar soluções reais e duradouras para seus problemas.

Se estiver se sentindo só, saia de casa e socialize. Reúna-se com seus amigos e vá tomar um café ou dar uma volta no parque, ou então tentar fazer novos amigos.
As atividades sociais são as únicas coisas que realmente curam a solidão, então evite completamente buscar conforto na alimentação.

Caso você tenha problemas mais profundos, como depressão, consulte um médico ou terapeuta. Terapia, medicamentos ou uma combinação dos dois provavelmente vai deixá-lo se sentindo melhor do que as calorias vazias do conforto de qualquer alimento.

Aceite a Vida Como Ela É…

Certas pessoas acreditam que, se pudessem perder apenas alguns quilos, todos seus problemas desapareceriam.
É claro que isso não é verdade. Esse efeito “bode expiatório” é muito problemático, e pode levar a expectativas irreais de perda de peso e estilo de vida.

Ter alguns quilinhos extras não é a causa dos seus problemas profissionais ou amorosos; então tente trabalhar esses aspectos da sua vida ou aprender a aceitá-la e ser feliz com quem você é.

 

Tenha Um Estilo De Vida Adequado

Comer quando realmente se tem fome é importante. Beliscar compulsivamente para combater a tristeza é um problema comum que pode facilmente levar a um ganho de peso de forma descontrolada.

Uma das melhores escolhas em relação à dieta feita por pessoas de mentalidade magra é: “coma só quando você realmente estiver com fome”.
Caso sinta vontade de beliscar entre as refeições, tente esperar de 15 a 20 minutos e beba um copo de água. Se ainda estiver com fome depois disso, você pode precisar comer. Caso contrário, foi apenas um caso de fissura passageira ou vontade de beliscar compulsivamente.

A Fome Vem e Passa

Fome não é definitiva. A maioria das pessoas sentem súbitos ataques de fome, que passam rapidamente sem a ingestão de qualquer alimento. Tente passar algumas horas sem comer ou beliscar, e mantenha um registro do seu nível de desconforto.
Para muitas pessoas, esperar até a próxima refeição não é motivo de sofrimento; na verdade, elas se sentem melhores por terem esperado.

Coma de Forma Consciente

Caso estiver realmente com fome e com vontade da sua comida favorita, não há mal algum em ceder um pouco. Porém, não exagere. Você não precisa comer um pote inteiro de sorvete; coma uma porção razoável para satisfazer sua vontade sem gerar sentimento de culpa.

Pratique o Autocontrole

Ser capaz de comer seus alimentos favoritos pode reduzir a probabilidade de haver uma compulsão alimentar.

As pessoas naturalmente magras e aquelas que trabalham duro para manter a forma desfrutam uma indulgência de tempos em tempos. O segredo é evitar o excesso. Limite a quantidade de petiscos e doces para sentir-se satisfeito e manter a confiança.

 

Exercitar-se Regularmente Também é Chave

Pessoas com mentalidade magra praticam exercícios, e não só com o propósito de perder peso. O exercício pode gerenciar a dor e o estresse, além de reduzir os sintomas de depressão e ansiedade – todos os problemas que levam muitas pessoas a comerem em excesso.

Ao invés de comer algo doce ou gorduroso quando estiver ansioso ou chateado, tente dar uma volta de bicicleta ou fazer uma caminhada longa para esvaziar a mente.

Em vez de manter o foco em ficar magro, concentre-se em ter um estilo de vida saudável.

Especialistas recomendam pelo menos 150 minutos de exercícios aeróbicos moderados por semana, ou 75 minutos caso a intensidade seja maior.

Dicas:

Evite o Efeito Sanfona
• Você Conhece os Pilares do emagrecimento?
• Alimentação Saudável Para Uma Mentalidade Magra

Adicionar Comentário

Clique aqui para comentar

onze − 4 =

Categorias do Site