Emagrecer e Perder Barriga
Furosemida

Furosemida Emagrece e Tem Alto Poder Diurético

Furosemida, comumente conhecida com a marca farmacêutica Lasix, é um medicamento diurético forte usado para diminuir a retenção de fluidos e sal resultante de vários distúrbios de saúde. Reduz o inchaço, ou edema, que pode ser desconfortável e levar a mais problemas de saúde. A perda de peso pode ocorrer quando se toma furosemida pelo seu poder efetuar a perda de fluidos; às vezes, isto passa a ser um efeito colateral grave.

Furosemida emagrece - caixa com 30 comprimidos

Função da Furosemida

Pessoas com doença renal, como síndrome nefrítica, doença do fígado como cirrose e insuficiência cardíaca congestiva ou defeitos cardíacos congênitos são propensas a retenção de líquidos. A furosemida é eficaz em aliviar este problema, e também é usada para tratar a pressão arterial elevada.

Como funciona a Furosemida

A furosemida emagrece no sentido da perda peso líquido, pois é um diurético que faz com que os rins eliminem o excesso sal e água do corpo através da micção. Isto impede ou reduz o acúmulo de líquido nos tornozelos, pernas e até nos pulmões. Embora os diuréticos sejam medicamentos potentes, alguns pacientes podem precisar tomar outro diurético além de furosemida. Alguma perda de peso pode ocorrer quando o fluido é eliminado, mas a perda de peso rápida e excessiva é sinal de uma doença grave.

Veja artigo relacionado  Sibutramina Emagrece

Aviso Importante

Perda de peso rápida e excessiva quando tomar furosemida exige atenção médica imediata. A rotulagem do produto carrega um aviso porque diuréticos potentes podem causar depleção grave de desidratação e eletrólitos. Outros sinais deste problema, além de perda de peso incluem sede, cãibras musculares, fraqueza, dor de cabeça, tontura, visão turva, confusão, dor de estômago, náuseas e vômitos.

Cuidados ao tomar Furosemida

Se sentir outros efeitos colaterais raros, mas sérios, associados com a furosemida deve consultar o médico imediatamente. Estes incluem febre, dor de garganta, zumbido nos ouvidos, perda auditiva, hematomas anormais ou sangramento, dificuldade para engolir, problemas ou uma erupção cutânea.

A Furosemida pode causar sensibilidade extra à luz ultravioleta, ou fotosensibilidade, que aumenta o risco de queimadura grave. É aconselhável usar protetor solar, roupas de proteção e óculos de sol quando você estiver fora durante o dia e evitando uma prolongada exposição à luz solar.

Como usar a Furosemida

A furosemida está disponível em capsulas e em forma líquida. Os pacientes geralmente tomam duas vezes por dia ou uma vez por dia pela manhã. Se você tomar furosemida e saltar uma dose, não tome duas doses para compensar isso, porque isso pode causar ou agravar os efeitos colaterais.

Existe algo mais saudável que a furosemida para emagrecer?

Furosemida emagrece - Mulher mostrando a perda de peso

Como é obvio a furosemida além de não ser especificamente formulada para emagrecer, é um produto químico com diversos efeitos colaterais, por isso, se o seu objetivo for realmente perder peso a sério, deverá optar por outros métodos menos radicais e perigosos. Neste caso, gostaria de indicar a você uma técnica comprovada e poderosa.

Saiba mais sobre Furosemida neste artigo, mas antes preste atenção nesta dica importante, a seguir:

Desintoxicar o organismo é fator importante na busca da perda de peso. Médicos e especialistas em bem-estar recomendam que se faça uma dieta de desintoxicação para diminuir o peso da ingestão abusiva de toxinas do dia a dia.

Médicos Ortomoleculares ressaltam que o processo de desintoxicação deve ser feito por qualquer pessoa. É importante que todos façam a desintoxicação do fígado, pois o órgão é responsável por mais de quinhentas atividades no corpo humano e mantê-lo saudável e livre de “barreiras”.

Estas barreiras podem  obstruir o funcionamento de alguma das atividades e que podem resultar em outras disfunções do organismo.

Dado a importância desta informação, quero compartilhar com vocês uma opção que vai te ajudar no emagrecimento e desintoxicação do teu organismo de forma natural e saudável.

Trata-se do consumo dos sucos detox, que cumprem de forma natural a função de desintoxicação e emagrecimento.

Leia neste artigo como você pode usar o poder do suco detox para emagrecer e descubra como milhares de pessoas já tiveram ótimos resultados.

Uma outra forma de emagrecer é através de exercícios, e isto o Programa de Emagrecimento Q48 consegue fazer sem que você tenha que ficar horas e horas numa academia.

 

Efeitos colaterais da Furosemida

Como os demais medicamentos, Furosemida pode ter efeitos secundários em algumas pessoas.

  • Frequentes: alterações nos equilíbrios eletrolíticos e de fluidos.
  • Pouco frequente: redução do nível de plaquetas no sangue (trombocitopenia); coceira; reações alérgicas na pele e nas mucosas (e: erupção na pele com formação de bolhas, urticária, púrpura, eritema multiforme, inflamação descamação da pele, sensibilidade à luz);
  • Raro: número de glóbulos vermelhos aumentado (eosinofilia) e redução do número total de glóbulos brancos no sangue (leucopenia); febre; inflamação dos vasos sanguíneos (vasculite), inflamação dos rins, reacções alérgicas graves e choque anafilático; perdas renais aumentadas de Magnésio, ocorrência de tetania (caracterizada por contrações musculares, cãibras e espasmos) ou de arritmias cardíacas; parestesias (sensações anormais como picadas, queimaduras, coceira ou formigamento), perda de sensibilidade auditiva e/ou zumbido constante, queixas gastrointestinais (náuseas, vômitos, diarreia).
  • Muito Raro: anemia hemolítica (redução dos níveis de glóbulos vermelhos devido à sua destruição anormal e aumentada), anemia aplasica (redução dos níveis de glóbulos vermelhos grave, agranulocitose (redução acentuada dos granulócitos), pancreatite aguda (inflamação aguda do pâncreas), obstrução dos canais no fígado e/ou pâncreas; aumento das enzimas (transaminases) hepáticas.
  • Poderá também ocorrer: – níveis de sódio reduzidos (hiponatremia), com sintomas consequentes, nomeadamente apatia, sistrema, incapacidade, fraqueza, sonolência, vômitos e estados de confusão. – níveis de potássio reduzidos (hipocaliemia), manifestando-se através de sintomas neuromusculares (miastenia, parestesia, atonia), intestinais (vômitos, obstipação, meteorismo), renais (poliúria, polidipsia) e cardíacos. Perdas de potássio graves podem desencadear ílio paralítico ou distúrbios da consciência, até ao coma em casos extremos. – perdas renais de cálcio acentuadas podendo levar a hipocalcemia, e consequentemente, em casos raros, induzir tetania. – Alcalose metabólica ou ser exacerbada uma alcalose metabólica existente, como resultado da perda de eletrólitos e fluídos. – Níveis de ácido úrico elevados (hiperuricemia), podendo desencadear episódios agudos de gota em doentes predispostos. – Aumento dos níveis séricos de colesterol e triglicerídeos. – Queixas a nível circulatório na diurese excessiva, particularmente nos doentes idosos e crianças. Estes efeitos manifestam-se predominantemente como cefaleias, vertigens, disopia (perturbação na visão), xerostomia e sede, hipotensão e desregulação ortostática. Como resultado da diurese excessiva, podem ocorrer desidratação e, como consequência da hipovolemia, colapso circulatório e hemoconcentração. Como resultado da hemoconcentração, poderá aumentar o risco de tromboses, particularmente em doentes idosos. – Sintomas de obstrução urinária (ex. quando existe hipertrofia prostática), estes doentes possuem um risco aumentado de desenvolver retenção aguda. A tolerância à glucose poderá diminuir durante o tratamento com Furosemida, podendo ocorrer hiperglicemia (níveis de açúcar aumentados no sangue) e consequentemente, um agravamento da diabetes, assim como o aparecimento de uma diabetes que estivesse latente. Crianças prematuras tratadas com Furosemida podem desenvolver nefro litíase e/ou calcificação renal. Em crianças prematuras com síndrome de dificuldade respiratória, o tratamento diurético com Furosemida nas primeiras semanas de vida, pode aumentar o risco de persistência do canal arterial Botalli. Caso detecte efeitos secundários não mencionados aqui, informe o seu médico.

Contraindicações da Furosemida

Antes de tomar Furosemida, não tome:

– Se tiver hipersensibilidade (alergia) à Furosemida, às sulfamidas ou a qualquer outro ingrediente da Furosemida

– Se tiver insuficiência renal com anúria (ausência de formação de urina);

– Se tiver carência de Potássio (hipocaliemia) ou de Sódio (hiponatremia) grave;

– Se estiver desidratado ou tiver o volume sanguíneo diminuído (hipovolemia);

 – Se estiver amamentando.

– Se tiver dificuldade em urinar (ex: hipertrofia da próstata)

– Se tiver tensão arterial baixa;

– Se estiver em risco de uma baixa pronunciada da pressão arterial

– Se for diabético;

– Se sofrer de gota;

– Se tiver alguma síndrome hepato-renal

 – Se tiver um nível reduzido de proteínas no sangue (hipoproteinemia);

– Se tiver intolerância hereditária à galactose, deficiência de lactose de Lapp ou má absorção de glucose/galactose;

 – Se ocorrer uma perda de fluídos excessiva (ex. vômitos, diarreia ou sudação excessiva); No caso de estar sujeito a deficiência eletrolítica, o seu médico necessitará analisar, em intervalos regulares, o nível dos seus eletrólitos séricos (especialmente potássio, sódio, cálcio), bicarbonato, creatinina, ureia e ácido úrico, assim como os níveis de glicose no sangue. No caso de tratamento longo com furosemida, está indicada uma dieta rica em potássio (batatas, bananas, tomates, espinafres, frutos secos)

Existe a possibilidade de um teste antidoping positivo como resultado de tomar furosemida.

Interação Medicamentosa da Furosemida

Furosemida emagrece - Furosemida Injetável

Se você tomar Furosemida com outros medicamentos:

Deve avisar o seu médico antes de tomar outros medicamentos, em especial: glicosídeos cardíacos, terfenadina, agentes anti-hipertensores, incluindo inibidores da enzima de conversão da angiotensina, antibióticos nefrotóxicos (amino glicosídeos, cefalosporinas, polimixinas), antibióticos ototóxicos (canamicina, gentamicina, tobramicina), anti-inflamatórios não esteroides (ex: indometacina e ácido acetilsalicílico), lítio, sucralfato, antidiabéticos, aminas vasopressoras, salicilatos, teofilina, relaxantes musculares tipo curarínico, cisplatina, fenitoína, carbamazepina, corticosteroides, carbenoxolona, alcaçuz, simpaticomiméticos  em grande quantidade, laxantes, reboxetina, anfotericina, probenecide, metotrexato.

Informe o seu médico estiver tomando ou tiver tomado recentemente outros medicamentos, incluindo medicamentos sem receita médica.

Furosemida Bula

Composição da Furosemida

Furosemida 20 mg, veículo q.s.p. uma ampola de2 ml. Furosemida 40 mg; excipiente q.b. 1 comprimido.

Posologia e Administração da Furosemida

A critério médico.

Precauções da Furosemida

Ter precaução com a ingestão de álcool, com exercício físico ou se permanecer de pé durante muito tempo e ao calor, devido ao aumento dos efeitos hipotensores ortostáticos.

Reações Adversas da Furosemida

Pode ocorrer tontura ao levantar-se, sensação de secura na boca, náusea e vômito, cansaço não habitual, visão borrada, dor de cabeça e diarreia.

Contraindicações da Furosemida

Em casos de encefalopatia hepática, alergia a sulfamidas, insuficiência renal com anúria, hipovolemia, hipopotassemia severa, hiponatremia severa, desidratação e hipersensibilidade à furosemida.

Indicações da Furosemida

Tratamento de edema, tratamento de hipertensão e tratamento de hipercalcemia.

Apresentação da Furosemida

Solução injetável 10 mg/ml, ampola de 2 ml. Comprimido 40 mg, frasco com 100 comprimidos.

Furosemida Preço

A caixa de 30 comprimidos é encontrada a preços que vão de R$ 4,78 a R$ 15,00

Afinal, Furosemida emagrece ou não?

Não, ela faz perder peso, mas não emagrecer, pois a furosemida não atua na gordura acumulada, então, por mais que o indivíduo perca medidas na cintura, isso se deve ao fato de perder líquidos e não gordura, logo, embora a balança acuse números a menos, isso será só líquido.

Por outro lado, para quem sofre de retenção de líquidos e não consegue emagrecer, esse medicamento pode ser de grande ajuda. Ou seja, ele ajuda a dar fim naquela aparência nada atraente de um inchaço exagerado, que nada mais é do que um desequilíbrio na capacidade do seu organismo em lidar adequadamente com os líquidos que você ingere e/ou deveria eliminar – lembrando que uma das causas da retenção de água é o sódio em excesso, e nesses casos o uso de Furosemida pode ser de grande ajuda.

A furosemida, justamente, acaba “emagrecendo” por provocar efeitos diuréticos e anti-hipertensivo, por isso, é indicado para os casos de edemas provocados por queimaduras, distúrbios renais, hepáticos e cardíacos.

Importante

Vale mencionar que o medicamento Furosemida está proibido nas competições desportivas, pois pode alterar os resultados da competição, devido à diminuição do peso corporal, sendo facilmente reconhecido no exame antidoping.

Embora bastante popular, esse medicamento é considerado um diurético muito forte, quando o excesso de líquido é eliminado, a pessoa fica menos inchada, então, naturalmente, fica parecendo que emagreceu, mas, que fique bem claro, a furosemida não promove perda de gordura, ou seja, não ocorre emagrecimento de verdade, apenas uma leve diminuição do peso por causa da eliminação do excesso de líquidos.

Se você decidir perder peso com uso de furosemida, deve estar ciente de que há uma metodologia inteira para a aplicação desta medicação que exige estar sob supervisão médica. Se você não tiver essa possibilidade, então recomendamos a se livrar do excesso de peso de outras formas mais brandas. Por exemplo, prestar atenção à dieta, exercício, ioga ou exercícios aeróbicos ou reeducação alimentar.

[video_player type=”youtube” youtube_hide_controls=”Y” youtube_remove_logo=”Y” youtube_force_hd=”hd1080″ width=”853″ height=”480″ align=”center” margin_top=”0″ margin_bottom=”20″]aHR0cHM6Ly93d3cueW91dHViZS5jb20vd2F0Y2g/dj1ldGNqcWlPSVdobw==[/video_player]

No entanto, alguns médicos continuam recomendando tomar Furosemida para perda de peso. Neste caso, tome um comprimido uma vez por dia no período da manhã. Mas tão logo você verifique que a seta na balança baixou, a dose deve ser reduzida. E gradualmente eliminada, ou seja, parar de tomar.

Resumindo e Reforçando

A furosemida, portanto, deve ser utilizada com bastante cuidado e apenas em casos especiais, e sob orientação médica, pois ela pode provocar diversos efeitos colaterais extremamente perigosos.

Mas, vale a dica, para eliminar o excesso de líquido do corpo você não precisa recorrer a um medicamento forte como a furosemida, basta seguir uma dieta balanceada e mudar alguns hábitos, além de praticar exercícios, isso já irá lhe ajudar a acabar com os inchaços de forma saudável, sem provocar danos a sua saúde.

Assim como você, nós também estamos na busca de uma melhor saúde, portanto sua opinião é valiosa. Deixe seu comentário…

Recomendados para você: ↓↓


comentários

  • Estou adorando o site muito bem escrito, informações claras para todos os assuntos, aborda tudo sobre como manter o peso com saúde. Gostei tanto que esta salvo nos meus favoritos, e já
    indiquei para minhas filhas. Obrigada por pensar e ajudar pessoas como eu que não tem condições de frequentar um especialista. Boa noite

  • De uns anos para comecei a perceber que eu ficava muito inchado, rosto, abdomen. Percebi também que sempre que estava assim, urinava pouco, mesmo tomando muita água. Mudei minha alimentação , de forma que ela ficou mas saudável. Porem não vi diferença no inchaço no corpo. . E me deparava com a pressão meio alta. Então hoje tomei uma decisão, comprei a Furosemida Genérico (Laboratório Teuto R$5,95 20 comprimidos ). Aproximadamente uma hora apos ingestão de um comprimido, começou a dar a vontade de urinar. Geralmente de meia em meia hora. Por enquanto nenhum efeito colateral, vou continuar o uso, com dois comprimidos diários ate sentir que o mesmo não se faz mas necessário. Imagino que um ou dois meses seja mais que o suficiente. Reduzindo para um ou metade no mês seguinte, e depois descontinuo totalmente. Tentarei relatar aqui, as minhas experiencias

  • Boa noite, tenho 42 anos sou hipertensa e cardíaca. Pesava 97k e com a pressão alta. Comecei a ir ao cardiologista ele me receitou valsa tana+ hidro. Realmente a pressão normalizou. Mais ainda continuava gorda e bem inchada, então ele me passou vários exames, eu fiz e o levei. Com o resultado dos exames ele então me receitou furosemida. com 5 meses tomando um comprimido por dia. Perde bastante liquido (inchaço). Peso hoje em dia 80 k..
    Perde 17 k. Mas mesmo assim continuou tomando com a autorização medica é claro…Obrigado pela sua atenção e fiquem com Deus.