PH Da Alimentação – Isso Tem Importância?

3

PH da Alimentação – O pH varia entre 0 e 14 (7 – valor neutro, abaixo de 7 – ácido; e acima de 7 – alcalino/básico). O pH do sangue é ligeiramente alcalino (7,35 – 7,45). Este valor mantém-se estável porque o organismo tem mecanismos de ação que o regulam.

PH da Alimentação – A alimentação tem efeito no pH do organismo?

 

PH da alimentação

O pH de um alimento, antes da ingestão, é diferente do efeito que esse alimento tem no organismo após a digestão.

dieta alcalinizante tem sido associada à promoção da saúde e à proteção de doenças graves como o câncer.

Defende o consumo de alimentos naturais (não processados) de origem vegetal, que terão um efeito alcalinizante no organismo, em detrimento do consumo de alimentos ricos em proteína animal e açúcar com potencial acidificante.

Num sentido amplo, baseia-se no efeito que a alimentação pode ter no equilíbrio ácido-base do organismo. A alimentação pode influenciar o pH da urina, mas a sua influência no pH sanguíneo não é linear e não existe evidência científica que comprove os benefícios resultantes da dieta alcalinizante.

Os alimentos alcalinizantes são sobretudo frutas, vegetais, leguminosas e sementes, ricos em vitaminas, minerais e fibra e com baixo valor energético, e devem fazer parte de uma alimentação saudável.

Nos alimentos acidificantes incluem-se a carne, o peixe, os ovos, os lacticínios (fontes de aminoácidos essenciais e minerais como ferro, cálcio e fósforo) e os cereais.

Vantagens da Dieta do pH

A dieta não restringe o consumo de grupos alimentares e estimula o consumo de alimentos integrais e frutas, legumes e verduras, importantes fontes de fibras, vitaminas e minerais. Ao recomendar a exclusão de alimentos industrializados do cardápio a dieta contribui para evitar o consumo excessivo de sódio, corantes e conservantes geralmente encontrados nestes alimentos, e relacionados ao desenvolvimento de doenças.

Desvantagens da Dieta do pH

Ao afirmar que carnes, ovos e produtos lácteos tem efeito ácido e, portanto devem ser consumidos com moderação, a dieta desestimula o consumo destes alimentos e pode comprometer a ingestão de nutrientes essenciais acarretando em deficiências nutricionais. O grupo de carnes e ovos é a principal fonte de proteínas e minerais como ferro, zinco e vitaminas do complexo B, da mesma forma ao limitar o consumo de leite e derivados a dieta prejudica a ingestão de cálcio, mineral fundamental para a saúde dos ossos.

O acompanhamento de um profissional nutricionista durante o período de aplicação da dieta é a melhor forma de evitar as carências nutricionais, afinal o nutricionista é o profissional mais capacitado para adequar os conceitos da dieta à alimentação, e garantir o atendimento das necessidades de cada individuo.

Excluir alimentos com alto teor de gordura como fast food, doces, refrigerantes, bebidas alcoólicas e produtos industrializados já contribui para perda de peso, o que não necessariamente está associado ao pH do alimento como defendido pela dieta

 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here