Dicas Para Emagrecer

Como Fazer Um Regime Que Funcione



dieta-equilibrada     Muitas pessoas buscam as mais diversas formas e maneiras de emagrecer. Esse é o sonho ostentado por uma parcela considerável da população. Um desejo que por si só é muito bom porque tende a levar as pessoas à busca de mais saúde e, consequentemente, a mais qualidade de vida. Os meios para alcançar esses objetivos é que podem de alguma maneira se tornar um problema. Por quê? Porque falta clareza nos métodos a serem utilizados para chegar a esse fim. Se por um lado há o desejo e a necessidade de emagrecer, por outro há a dificuldade em encontrar a melhor forma de fazê-lo. Claro que o melhor caminho é o regime. Esse é um meio natural que depende unicamente da disciplina e da reeducação alimentar da pessoa. Mas não é qualquer espécie de regime que pode ser feito por qualquer pessoa indiscriminadamente. Há algumas restrições que precisam ser consideradas quanto a isso porque há uma série de fatores que influenciam nos resultados.   Esse artigo quer apresentar de maneira clara e sucinta como fazer um regime que de fato funcione e que dê à pessoa o resultado esperado sem lhe causar prejuízos à saúde.  

   1. Cuidado com regimes “milagrosos”

A primeira orientação é não acreditar em regimes que prometem resultados mirabolantes a curto e médio prazo. Os primeiros sinais do regime certamente devem ser sentidos (senão visíveis) nas primeiras semanas. Mas nada muito animador, a princípio. Os regimes que são eficazes normalmente são bastante realistas quanto ao caso dos resultados e indicam metas plausíveis, como a perda gradual de peso.

   2. Regimes Que Não Respeitam a Reposição de Nutrientes Não São Saudáveis

Todo regime deve respeitar o consumo de nutrientes básicos para a manutenção do corpo e da saúde humana. Caso isso não aconteça, a pessoa fatalmente irá adoecer, sentir fraqueza, ter vertigens. Depois, para repor as energias e recuperar a saúde, será necessário consumir mais calorias e nutrientes, o que poderá levar de volta ao mesmo peso ou a uma situação de sobrepeso.

   3. Não se deve dar crédito aos regimes que não apresentam embasamento teórico

Para que um regime seja realmente eficaz e não venha a causar problemas mais sérios mais tarde, é necessário que exista o embasamento teórico para ele, isto é, deve existir fundamentação biológica e científica. Pode parecer mentira, mas há regimes que prometem que a pessoa irá emagrecer comendo de tudo, apenas subtraindo algumas iguarias. Por exemplo: a pessoa pode emagrecer comendo churrasco, desde que não consuma massas (?). isso, em outras palavras, significa dizer que a gordura do churrasco não engorda. Esses modelos de regime não dão bons resultados e ainda comprometem a saúde das pessoas. Assim, há pessoas que julgam que vão emagrecer se deixarem de comer doce, gorduras e quaisquer outros alimentos isoladamente, o que, em última análise, é um erro capital.

   4. Alimentação Equilibrada

O que realmente causa bons resultados numa dieta é a capacidade de ter uma alimentação equilibrada. Isso significa não deixar de consumir tudo o que concede nutrientes ao organismo sem cometer exageros. É o processo de disciplina e reeducação alimentar. É claro que é extremamente saudável para o ser humano consumir mais frutas, legumes e verduras. Mas isso não pode privar a pessoa de comer o arroz, o feijão, a carne, a massa. Todas essas coisas são importantes para a saúde e devem ser consumidas com responsabilidade. O equilíbrio no consumo é que dá os resultados esperados. Sem isso, todos os esforços do “nado” terão como resultado o “morrer na praia”.

   5. Autocontrole

A capacidade de se auto-controlar é imprescindível para o sucesso de um regime. Quem aprende a controlar seus apetites consegue discernir quando de fato está com fome e o que precisa comer para se saciar. E sabe, especialmente, que comer para se saciar não é o mesmo que comer para se encher. Para se saciar, a pessoa pode comer um prato de comida e evitar o segundo. Para se encher, pode ser que dois pratos sejam insuficientes. Para fazer um regime que funcione é preciso controlar a mente, que é a grande vilã nessa história. Quem come além do necessário está sendo motivado por uma necessidade psicológica e não fisiológica. Para se ter uma idéia, a ansiedade é uma patologia psiquiátrica que, via de regra, causa distúrbios alimentares. Normalmente as pessoas ansiosas comem desesperadamente e não se sentem saciadas, o que pode levá-las a quadros de obesidade mórbida.

   6. Atividade Física

A prática de atividades físicas é muito importante para se aliar ao regime e conseguir o emagrecimento saudável. Uma vida sedentária não colabora para a perda de peso. Praticar exercícios ajuda a equilibrar a mente e o corpo, de forma que ambos trabalhem juntos para a finalidade pretendida.

   7. Ajuda Profissional

Para conseguir sucesso com o regime, é também aconselhável que, se possível, um profissional seja consultado e acompanhe o processo de emagrecimento. O profissional indicado é o endocrinologista ou o nutricionista. Nesse caso, o regime e todos os procedimentos direta ou indiretamente ligados a ele serão prescritos pelo profissional consultado. Seguir as prescrições será a fórmula do sucesso! É possível fazer um regime que dê bons resultados, desde que a pessoa aprenda a ter disciplina e a controlar os seus impulsos. Emagrecer com saúde é questão de vontade e determinação!

Recomendados Para Você:


Adicionar comentário

Clique aqui para enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pesquise no Site