7 Alimentos Que Destroem Sua Dieta

17

É cada vez maior a busca pela dieta ideal, muito embora surjam a cada dia novas dietas e promessas quase milagrosas de perda de peso – em pouco tempo- bem se sabe que uma dieta adequada é aquela que visa uma perda de peso saudável e gradativa.

Pois bem, muito além de motivos estéticos, procurar chegar ao peso ideal é uma boa forma de garantir uma vida mais longa e saudável e quem não quer isso não é? Mas a verdade é que embora a oferta de dietas de todos os tipos seja cada vez maior, o certo é que não é nada fácil emagrecer.

Para que haja uma perda considerável de peso é necessário a união de vários fatores, que vão desde a disciplina, força de vontade, aliadas a uma reeducação alimentar e exercícios físicos, o que, em muitos casos, na maioria das vezes, significa uma total mudança (eterna) de hábitos, o que, vamos combinar, não é uma coisa das mais simples.

Primeiramente, vale frisar que dietas muito restritivas, comprovadamente, não costumam dar um bom resultado, pois elas tendem a ser abandonadas, e o ideal, para que haja uma perda de peso, definitiva, é optar por uma reeducação alimentar, e essa mudança de hábitos alimentares é o que acaba definindo, na maioria das vezes, o sucesso ou não da dieta.

Por outro lado, muita gente segue uma dieta, faz um enorme sacrifício, deixa de comer as coisas que mais gosta, começa a se dedicar a uma rotina de exercícios e no final das contas, não consegue emagrecer e até acaba desistindo da dieta…Pois bem, o que essas pessoas não sabem é que alguns itens de sua listinha de compras podem estar sabotando a perda de peso, acredite, muitas vezes um vilão está escondido atrás de um item tão aparentemente inocente. E é exatamente isso que mostraremos agora, 7 alimentos que destroem seus esforços para perder peso:

Alimentos que destroem sua dieta

1. Barrinhas de cereais

Pois é, quantas vezes se ouve falar que as barrinhas são ótimas para quem está de dieta, não é mesmo? E são…mas o problema é que as barrinhas de cereais contêm, em média, 100 calorias, portanto não devem ser ingeridas à vontade. E a tendência é sempre optar pelas que possuem cobertura de chocolate, só que todo cuidado é pouco nessa hora, pois elas costumam ser as mais calóricas.

2. Água de sabor

Quem começa uma dieta recebe logo a missão de beber muito líquido diariamente, principalmente água, para hidratar o corpo e nutrir as células, desintoxicar o organismo, fazer os rins e intestino trabalharem melhor, pois bem, só que, vamos combinar, já é difícil abrir mão de tantos prazeres e sabores, e se é para ingerir até 2 litros de água por dia, que seja, pelo menos, águas de sabor. Pois bem, e é aí que mora mais um perigo, pois sem querer, é comum acabar abusando da água de limão, morango e até mesmo de maçã-verde e lichia, só que o que muita gente sequer imagina é que elas contém aditivos, adoçantes e, às vezes, até açúcar. Por isso, muita calma nessa hora, nada de abusar, não consumir em grande quantidade, no máximo, dois copos por dia.

3. Refrigerante light ou zero

Hum…o que pode ser mais refrescante que um refrigerante estupidamente gelado? Ok, embora refrigerantes zero ou light não possuam calorias, possuem um outro elemento do refrigerante que causa preocupação nos especialistas: o adoçante. E cuidado, além de fazer mal, quanto maior for o consumo de adoçantes, maior fica o desejo por doces.

4. Saladas perigosas

 

Você é do tipo que é só iniciar uma dieta que vai logo para as saladinhas? Pois é, mas muita calma nessa hora, ok, a saladinha costuma ser uma opção leve e refrescante para aqueles dias mais quentes, mas aquelas temperadas com molhos prontos, azeite, queijos, azeitonas e croutons são saborosas, não é? Sim, mas, infelizmente, devem ser evitadas, pois costumam carregar muitas calorias e gorduras saturadas. Se é para se jogar nas saladas, a dica é optar por um prato de salada de folhas verdes, tomate, pepino e palmito, temperada com molho de iogurte desnatado, acompanhada de uma proteína mais leve, como o peito de frango ou peixe grelhado, assim, não irá correr o risco de sabotar sua dieta.

5. Comida japonesa

Sem dúvida, um dos grandes erros é achar que restaurante japonês é sinônimo só de comida leve e light…na verdade, um dos alimentos mais populares da culinária japonesa, o sushi, apesar de ser feito com alga, vegetais e frutos do mar, ele tem a base de arroz e, às vezes, recheios calóricos como o cream cheese. Sem contar as versões fritas. O sushi têm entre 20 e 45 calorias cada um, mas o problema é que come-se muitos de uma vez só. A dica é, no seu almoço ou jantar, limite o consumo até quatro unidades, assim você pode desfrutar do restante do cardápio oferecido no restaurante japonês, sem comprometer sua dieta.  

6. Açaí

É comum quem parte para uma dieta e uma reestruturação de seus hábitos, começar a investir em malhação, e é nessa hora que muitos caem de amores pelo açaí, uma fruta da região amazônica que faz muito sucesso, sobretudo, entre esportistas. Ok, ele é rico em nutrientes (principalmente: cálcio, ferro, vitamina B1), só que o problema do açaí é a quantidade de calorias, são 248 calorias em 100 gramas. Os complementos na hora de consumi-lo também costumam tornar essa fruta ainda mais calórica, tais como: granola, banana picada e leite condensado. Então, se for tomar açaí, não conseguir abrir mão da fruta, procure consumi-lo puro e, se for substituir o lanche da manhã ou da tarde por ele, coma uma tacinha pequena de 50 gramas.  

7. Granola

 

 

E cuidado com esse mix de cereais, frutas secas e castanhas, que está super em alta e se mistura a quase tudo hoje em dia, pois apesar de conter fibras e vitaminas que dão saciedade e energia, também contém açúcar. Por isso, a dica é investir numa versão diet/light da mistura. 100 g de granola tem 421 calorias, prefira comer a granola no café da manhã para ganhar mais disposição e depois correr atrás para gastar as calorias consumidas.

 

 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here